Parto Hospital Mãe de Deus - Porto Alegre

Nascimento do Martim

Aquela amizade “das antigas”, a nossa vida é cheia de ciclos e reviravoltas - e ao longo da nossa existência já fizemos muitos amigos, os amigos de quando éramos pequenos que ficamos por causa das amizades dos nossos pais, e a medida em que fomos crescendo desenvolvemos o nosso próprio círculo de amizade - na adolescência, na escola, na faculdade - em toda a nossa vida, pessoas entram, passam, ficam dentro do nosso círculo - e também está tudo bem quando elas saem, é assim que são os ciclos - basta a gente trocar de cidade, de bairro, de escola e etc.

A Lu, foi minha amiga na adolescência - convivemos talvez por um, ou dois anos num mesmo grupo, não lembro ao certo mas acho que foi isso - o melhor sentimento que pode existir - é aquele que não importa quanto tempo se passou, quando a gente se reecontra parece que foi ontem que nos vimos pela última vez - registrar esse momento é a grande prova de tudo isso a AMIZADE.

A chegada do pequeno grande Martim, foi uma gestação delicada e cheia de muitos cuidados pra que ele não chegasse prematuro - e eu continuo a saga dos bebês que esperaram o Tio Rafa voltar das férias - afinal ele poderia chegar entre o dia 8 a 25. Lembro que a Lu disse: “Rafa, o encantador de bebês - vai dar tudo certo ele vai esperar mais um pouquinho :)”

Os nascimentos nunca temos controle, só vivemos - o nascimento é o começo de tudo - seja como um parto normal ou cesárea. Foram 8h em trabalho de parto, entre as dores, e a calmaria, angústia pra que enfim tivesse o Martim nos braços de vocês.

Rafael, meu amigo - acabamos nos conhecendo um dia antes dessa surpresa - foi muito especial pra mim reencontrá-los registrar esse momento lindo e único da vida de vcs.

Sou um contador de HISTÓRIAS, é desses momentos que vamos ter as verdadeiras memórias.

E mais do que ver, é sobre SENTIR.