Documental de Família Canoas - RS

Um Dia na Vida da Família Leon

Qual o valor de uma fotografia ou melhor, qual o valor de uma lembrança?

Minha família não é de fotógrafos, mas minha mãe comprou a sua primeira quando ela estava grávida de mim - isso já tem 35 anos - desde então temos muitos registros de diversas etapas da nossa vida, temos algumas caixas de fotos guardadas a 7 chaves lá em casa. Sempre gosto de lembrar, de como era bom quando chegava o período das férias da escola e poder viajar para casa dos meu avós - O vô Domingos e a vó Palmira. Eles moravam no interior, eu lembro que por um bom tempo na casa deles não teve energia elétrica, era só a luz de velas e lampião, o rádio AM com uma chiadeira só era a pilhas - em tempos de frio, lembrar do cheiro do fogão a lenha, que as cobertas ou acolchoados eram preenchidos com lã de ovelha, ah e quem nunca usou um pinico não sabe o que é essa experiência (rsrsrs), tirar água do poço, que tempo gostoso - mas o que eu mais gostava além de brincar é claro, era de passear a cavalo (o Verdum) junto com o seu Domingos. Essas são alguns fragmentos que tenho dos meu avós enquanto eram vivos, estamos falando de mais ou menos, 25 anos atrás, e essas e outras lembranças vem a tona porque elas estão guardadas no nossa memória e por algum tempo adormecidas - até que vemos algumas fotos e como num passe de mágica e tudo ganha vida novamente.

Há alguns dias atrás, conversando com a Deza sobre a fotografia de família, e da gente fazer uma sessão documental, um café da tarde do Gui junto com as bisas e a vó. Imaginem quatro gerações juntas, quantas histórias, lembranças e memórias, teve especulações sobre o novo bisneto(a) e a preferência pela maioria foi de que o Gui teria uma maninha - quer saber foi divertido demais escutar essas histórias - e a Deza com certeza tem tantas outras lembranças de tempos com elas assim como eu.

Ah...o Gui - essas lembranças são pra ele, mesmo que agora não entenda muita coisa, quando ele tiver seus 10 anos ou mais, vai recordar como foi passar uma tarde com a vó Marinez e as bisas Landa e Nita - com o pai Lucas chegava em casa e tinha toda a atenção dele, no revezamento com a Deza (rsrs) e quem sabe confirmar que ganhou a aposta se vai ter um maninho ou uma maninha no futuro ;)

Valorize o seu tempo, valorize suas lembranças, valorize suas memórias.

uma tarde com as bisas
fotografia de familia
amor da vovó
café com as bisas
fotografia documental de família em canos
brincando com a bisa
fotografia de família canoas
fotografia de família rio grande do sul